Skip to main content

PHP – Seu primeiro “Olá Mundo!”

Fala pessoal, depois de um longo tempo sem escrever, estou voltando! 🙂

Quem aí se lembra do seu primeiro “Olá mundo!”, seja qual linguagem for? É um momento especial, sentimos que temos grandes poderes e que vamos dominar o mundo (pelo menos foi assim que me senti) rsrs

Espero que este post, possa trazer para aqueles que são iniciantes na programação, a mesma sensação que eu tive com o meu primeiro “Olá mundo!”, então vamos lá!!!

Dentro do diretório root do seu servidor web, crie um arquivo chamado “ola_mundo.php” e adicione o seguinte conteúdo:

<html>
    <head>
        <title>Meu primeiro "Olá Mundo!"</title>
    </head>
    <body>
        <?php echo "<p>Olá mundo!</p>"; ?>
    </body>
</hmtl>

Salve e acesse o arquivo pelo seu navegador, se o desenvolvimento estiver sendo realizado na sua máquina local, digite http://localhost/ola_mundo.php. Se tudo estiver configurado corretamente, o arquivo será interpretado pelo PHP e a mensagem abaixo será enviada para seu navegador:

<html>
    <head>
        <title>Meu primeiro "Olá Mundo!"</title>
    </head>
    <body>
        <p>Olá mundo!</p>
    </body>
</hmtl>

Claro, que não precisamos de PHP para criar uma página assim (fixa), pois tudo o que ela faz é exibir “Olá” mundo utilizando a instrução “echo”, mas este foi um exemplo de como funciona a interpretação do PHP no lado do servidor e como isso é entregue para o navegador.

Não precisamos de nenhum arquivo executável, o próprio servidor detecta que o arquivo precisa ser interpretado pelo PHP, pois o arquivo utiliza a extensão “.php”.

Caso você rode o exemplo e não for exibida nenhuma mensagem de saída, ou aparecer a mensagem para salvar o arquivo, ou ver o conteúdo como texto, provavelmente o seu servidor PHP não está habilitado ou não está configurado corretamente. Se estiver utilizando o Ubuntu, tenho um post que pode te ajudar, é só clicar aqui.

Neste exemplo, utilizamos a tag “” indicando que saímos do modo PHP. Podemos entrar e sair do modo PHP em qualquer lugar. Para escrever na tela, utilizamos a instrução “echo”.

Espero que você tenha terminado de ler este post com um sorriso no rosto, se sentindo “o poderoso chefão”! rsrsrs

Um grande abraço e até a próxima.

Murilo Medeiros

Murilo Medeiros, nascido e criado em Piracicaba/SP. Programador, apaixonado por tecnologia. Desenvolvedor Web desde 2012.

Deixe uma resposta